Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ser tua Mãe

Uma espécie de diário desde o dia que soube que ia ser tua Mãe.

Uma espécie de diário desde o dia que soube que ia ser tua Mãe.

Ser tua Mãe

31
Jan19

Saudades.

para ti.

Eu sempre senti saudades. Das pessoas que partiram desta vida ou porque a idade o ditou, ou por algum problema de saúde ou por alguma injustiça divina. Sinto saudades de quando o meu amor está longe, ou porque trabalha por turnos e de noite e a cama fica fria e vazia, ou porque tem de ficar longe de casa uns bons meses para melhorar a sua vida profissional. Sinto saudades da família, do calor dos jantares no Alentejo ou dos almoços de Domingo com os primos todos na casa do avô. Sinto saudades de tempos que não voltam, de quando era criança e brincava todo o dia sem preocupações. Sinto saudades de estudar, de ter testes e de me sentir em ansiedade de resultados das notas e de me sentir inteligente. Sinto saudades de momentos passados a dois, ou na neve ou na praia sem qualquer hora para fazer o que nos apetece. Sinto saudades de treinar, de ir ao ginásio e ficar horas a fazer aulas de cycling e suar e sentir que estava em forma. Sinto saudades de olhar para a balança e de ver o meu peso no lugar certo. Sinto saudades de dormir, de dormir bem. Sinto saudades de cozinhar bem, de inventar receitas e de comer saudável e orgulhosamente o dizer. Sinto saudades de ter unhas de gel, de me sentir vaidosa por não as roer. Sinto saudades de ver filmes, ver séries e de ver o MasterChef. Sinto saudades de amamentar, de te ter só para mim.

Mas as maiores e verdadeiras saudades só as comecei a sentir desde o dia que nasceste. Acho que a palavra Saudade foi inventada por uma mãe. As saudades que tenho quando não estou contigo... sufocam. Deixo-te na avó para passares lá a noite e morro de saudades. Saudades de te adormecer nos meus braços depois de te dar banho e beberes o teu leitinho. São umas saudades que parece que me tiram um bocado de mim. Saudades do teu cheiro, do teu calor da tua voz. São umas saudades de amor. Umas saudades que me fazem desejar que o tempo voe até te poder ver e abraçar e cheirar de novo. São umas saudades que nunca tinha sentido, são mesmo SAUDADES. É um pedaço nosso que falta. Um silêncio numa casa que passou a ser cheia e antes afinal era vazia, não de amor, porque isso sempre houve em casa, mas vazia de ti.

E tu agora és NÓS.

Até já filho. Já te vou buscar xD

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

Calendário

Janeiro 2019

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.