Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ser tua Mãe

Uma espécie de diário desde o dia que soube que ia ser tua Mãe.

Uma espécie de diário desde o dia que soube que ia ser tua Mãe.

Ser tua Mãe

31
Jan19

Saudades.

para ti.

Eu sempre senti saudades. Das pessoas que partiram desta vida ou porque a idade o ditou, ou por algum problema de saúde ou por alguma injustiça divina. Sinto saudades de quando o meu amor está longe, ou porque trabalha por turnos e de noite e a cama fica fria e vazia, ou porque tem de ficar longe de casa uns bons meses para melhorar a sua vida profissional. Sinto saudades da família, do calor dos jantares no Alentejo ou dos almoços de Domingo com os primos todos na casa do avô. Sinto saudades de tempos que não voltam, de quando era criança e brincava todo o dia sem preocupações. Sinto saudades de estudar, de ter testes e de me sentir em ansiedade de resultados das notas e de me sentir inteligente. Sinto saudades de momentos passados a dois, ou na neve ou na praia sem qualquer hora para fazer o que nos apetece. Sinto saudades de treinar, de ir ao ginásio e ficar horas a fazer aulas de cycling e suar e sentir que estava em forma. Sinto saudades de olhar para a balança e de ver o meu peso no lugar certo. Sinto saudades de dormir, de dormir bem. Sinto saudades de cozinhar bem, de inventar receitas e de comer saudável e orgulhosamente o dizer. Sinto saudades de ter unhas de gel, de me sentir vaidosa por não as roer. Sinto saudades de ver filmes, ver séries e de ver o MasterChef. Sinto saudades de amamentar, de te ter só para mim.

Mas as maiores e verdadeiras saudades só as comecei a sentir desde o dia que nasceste. Acho que a palavra Saudade foi inventada por uma mãe. As saudades que tenho quando não estou contigo... sufocam. Deixo-te na avó para passares lá a noite e morro de saudades. Saudades de te adormecer nos meus braços depois de te dar banho e beberes o teu leitinho. São umas saudades que parece que me tiram um bocado de mim. Saudades do teu cheiro, do teu calor da tua voz. São umas saudades de amor. Umas saudades que me fazem desejar que o tempo voe até te poder ver e abraçar e cheirar de novo. São umas saudades que nunca tinha sentido, são mesmo SAUDADES. É um pedaço nosso que falta. Um silêncio numa casa que passou a ser cheia e antes afinal era vazia, não de amor, porque isso sempre houve em casa, mas vazia de ti.

E tu agora és NÓS.

Até já filho. Já te vou buscar xD

29
Jan19

Tu és.

para ti.

Tu és: o meu cabelo por esticar, as minhas unhas por arranjar, as olheiras no meu rosto, e as nódoas negras nos meus joelhos, as roupas amarrotadas e sujas logo de manhã. És a cicatriz da cesariana, o meu peso a mais e o meu sorriso pela manhã. És a minha falta de tempo e o meu tempo livre.
És o brinquedo na gaveta do nosso quarto, o amassado nas páginas dos meus livros, a mordida nos móveis e a baba no comando da TV. És o canal de televisão, a música no Youtube.
És as migalhas no sofá, e as bolas a voar pela casa. És o backup no meu disco do PC, a memória do meu telemóvel, as molduras e decorações da casa, és as coisas perigosas escondidas, as cadeiras longe das janelas e das portas.
És a marca de mãos nos móveis, nas portas, nos vidros e na TV, e o desfiado dos cortinados.
És o AC ligado para aquecer o quarto e a sala, as grades nas escadas, e as gavetas trancadas.
És os talheres e as panelas pelo chão, os tupperwares a servir de decoração na sala e o pão pelo chão. És a comida no frigorífico prontinha a servir e a fruta do dia para te dar.
És o meu banho a correr, a espuma no chão do WC, o brinquedo dentro do bidé.
És a proteção nas tomadas e os tapetes de proteção no chão da sala. És as luzes da casa, a nossa árvore de natal, e o xixi na nossa cama.
És o choro aflitivo, o susto e o desespero. A primeira visão da lua no começo da noite… O valor do trabalho, a vontade de aprender, a minha força, a minha fraqueza, a minha riqueza.
És o aperto no meu peito diante de uma escada ou de uma peça pequena na boca, a ausência de sono diante de uma febre ou de mais um dente a nascer. És o meu impulso, o meu reflexo, a minha velocidade. O cheirinho nas minhas roupas e na minha almofada, o barulho na casa, a minha outra metade, e o meu arco-íris depois do caos. És o vazio triste no silêncio de dormir ou quando não estás, o meu sono leve durante a noite ou as minhas noites em branco. És o meu ouvido aguçado enquanto durmo. A minha pressa de levantar da cama, a minha espera de bom dia. És o meu arrepio quando me chamas, a paz quando me abraças, a emoção quando me olhas. És o meu cuidado, a minha fé, o meu interesse pela vida, a minha admiração pelas crianças, o meu respeito pelas pessoas, o verdadeiro significado de amor.

És o meu ontem, o meu hoje, e o meu amanhã. És a vontade, a inspiração, a poesia. A lição, o dever. És a presença, a surpresa, a esperança. A minha dedicação. A minha oração. A minha gratidão. És o amor que me une mais ao teu pai.

O meu amor mais puro e bonito. A minha vida!

25
Jan19

Sustos.

para ti.

Ai filho e os sustos que já vou tendo nesta faceta de tua mãe?

Ontem foram 2:

11h30 liga a tua avó: "Ana, tens de vir a correr fechei-me na rua sem querer e o menino ficou em casa sozinho..."😱😱😱
Não pensei em nada, sai do trabalho a correr, 200 à hora na autoestrada e só pensava: "As escadas... se ele sobe as escadas sozinho... se ele as desce..."
Prego a fundo... ligo à avó. Ela atende: "Já saltei o muro do quintal e estou a vê-lo da janela da sala, às escadas não chega porque a porta está fechada, o problema agora é outro, vem rápido que ele chegou aos comandos da TV, atirou um ao chão e saltaram as pilhas... tem uma pilha na boca"
Estou a 5 minutos de casa, um camião atravessa-se à minha frente... raios parta os camiões, vou fazer sinal de emergência e ultrapasso, eis que vejo um carro da PSP e aborto este plano porque se não ainda tinham de me parar e eu perdia mais tempo a justificar...😩
Chego a casa... ponho a chave à porta e a chave está do outro lado da porta. Fogo!! não consigo abrir a porta... dou pontapés na porta (uma porta blindada ya... ia adiantar bué) e a tua avó grita do quintal: "Ana a garagem... entra pela garagem..." 🙄
Pois é a garagem... E lá fui eu entro pela garagem... Vejo-te na sala com a pilha na boca todo feliz, tiro-te aquilo pego em ti ao colo e encho-te de beijinhos. Abro a janela à tua avó e ela farta-se de chorar pede desculpa mil vezes (e como é óbvio consolei-a porque pode acontecer). E tu filho ao meu colo fazes adeus à avó e mandas beijinhos como quem diz "olha a minha mãe já chegou podes ir embora" 😂
Sorte no meio disto tudo? Ela ter o telemóvel com ela e eu trabalhar a 15minutos de casa!🤞😅

À noite aconteceu outro episódio:
22h e estou a acabar de te adormecer tranquilamente pouso-te na caminha e ficas sossegadinho a dormir profundamente. 😌 
Quando vou a sair do quarto oiço a parte de trás do meu brinco a cair no chão...😱😟😟
"Porra!! Onde está o brinco?? A bolinha??? A parte da frente do brinco??" (penso para mim em pânico generalizado ainda no teu quarto)😱😱
Pego no telemóvel e com a luz do mesmo procuro pelo chão do quarto, debaixo do sofá, na tua cama (enquanto dormes) e NADA! Não encontro a porra do brinco! 😩😬
Respiro 10x e saio do quarto a pensar: "Merda, e se ficou na cama e ele engole aquilo de noite?? E se está no chão e amanhã ele apanha e engole aquilo??"😰
Chego ao meu quarto ligo a camera e tento com o zoom procurar o brinco pela imagem da camera na tua cama... e nada. 😬
Respiro 10x outra vez e penso: "Bem, não há-de ser nada, amanhã encontro aquilo primeiro que ele de certeza (hum hum inocente)" 🤞🙏
Vou para o WC e enquanto me preparo para tomar banho cai a porra do brinco no chão... Ya... estava dentro do meu soutien... 🙄🙄🙄

E é isto a vida de mãe 😂

17
Jan19

Raios parta o Amor de Mãe.

para ti.

Hoje enquanto te adormecia nos meus braços pensei no teu futuro. Pensei no quanto quero que sejas feliz, no quanto quero que sejas um bom homem, com valores e um ser humano exemplar. Pensei no quanto quero que sejas bem sucedido e no quanto quero que tenhas sempre muita saúde e amor na tua vida. Pensei no quanto me vai custar os teus dias mais difíceis... Porque vão haver dias assim e eu sou tua mãe.
Porra. O Amor é lixado. Enquanto adormecias nos meus braços senti o peso do Amor. Senti que a minha vida é controlada pela tua. Pelo amor que te tenho.
Porra. Porquê que me meti nisto de ter filhos?
Raios parta o amor de mãe. Ironias da vida.

04
Jan19

Novo ano.

para ti.

Aqui vamos nós para mais um ano.

Agora já andas pela casa, já apontas para o que te perguntamos ou já vais dizendo o que queres.

A passagem de ano foi típica de ti. Estavas a dormir desde as 21h, eu e o pai estávamos na conversa e depois sentámo-nos no sofá para relaxar. Mas como tu querias passar ao nosso lado às 23h45m começaste a chorar... Então como nesse dia tinhas jantado mal já calculei que fosse fome fizemos o biberão o pai pegou no champanhe nas minhas passas e passámos assim a meia noite contigo... Admito que quando te ouvi a chorar me fui abaixo... Revivi todo o ano exaustivo das noites que nos deste... Mas o teu pai teve esta visão romântica da coisa... Ou seja, querias passar o ano junto de nós. 

Bebeste o leite, nós o champanhe e eu passa a passa pedi melhores noites, saúde e amor... 

Vamos a isto 2019.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

Calendário

Janeiro 2019

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.