Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ser tua Mãe

Uma espécie de diário desde o dia que soube que ia ser tua Mãe.

Uma espécie de diário desde o dia que soube que ia ser tua Mãe.

Ser tua Mãe

22
Set17

4 Estações de amor coloridas com jacarandás

para ti.

Quando soube que o teu coração batia dentro de mim, era Primavera. Os jacarandás começaram a ficar com aquela cor que adoro, foram florindo à medida que os dias foram passando e tu crescendo na minha barriga. O sorriso do teu pai, quando soubemos que passaríamos a ser 3, é a imagem que mais guardo desta primeira fase da minha gravidez.

Os dias foram passando, o amor aumentando e veio o calor, o Verão chegou! Dias quentes que se fizeram sentir, e não me esqueço daquele dia de praia onde senti o cheiro das ondas fortes a rebentarem no areal da praia que me viu crescer desde muito nova. Não me esqueço daqueles dias passados no litoral Alentejano… a calma a paz e os teus primeiros grandes pontapés!

Hoje começa o Outono, hoje a noite é igual ao dia; mas ultimamente as minhas noites têm sido mais longas que os dias. Estás grande, toda a gente já nota que te trago na barriga mas ninguém sabe o amor que trago no meu coração. É engraçado esta “bipolaridade maternal” que já começo a sentir - os incómodos são alguns, difíceis à noite, mas o amor é tão grande que quando me perguntam como tenho passado eu respondo sempre: “sinto-me lindamente!”. E a verdade é esta, nunca estive tão feliz e bem comigo mesma e com o teu pai.

Os jacarandás já não estão floridos, as flores estão a cair todas e isso faz-me lembrar que se aproxima o dia em que te vou ver pela primeira vez e ter-te nos meus braços. Podia dizer que estou ansiosa, mas a verdade é que me sinto serena. Sei tudo o que poderá mudar nos primeiros tempos que chegares a nossa casa, sei as mudanças todas que o meu corpo vai ter de suportar, as dores, as noites sem dormir, o cansaço… sei disso tudo. Sei tudo só falta passar por isso. Mas, estou serena. Sinto-me forte. Sei que esta “bipolaridade maternal” me vai ajudar a equilibrar tudo.

Quando o inverno chegar já estarás no meu colo. Já estarei dependente do teu cheiro, já te terei dado 1001 beijos elevados ao infinito, já conhecerei o teu choro de cor…

E no dia que os jacarandás voltarem a florir vou apresentar-te essa árvore, essa cor que a mãe tanto adora.

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

Calendário

Setembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.